Notícias, Dicas, Curiosidades, Tutoriais e muito mais...

Como Evitar Problemas em equipamentos industriais

Saiba quais são os tipos de manutenção que existem e quais podem ser adotadas na sua indústria
Com a elevada e crescente demanda de serviços e produtos para diversos propósitos, a indústria têm, cada vez mais, a necessidade de ser produtiva e eficiente. Porém, nos deparamos com diversos problemas que podem acabar com tal produtividade. A falha ou quebra de equipamentos é um desses problemas e ocorre com certa frequência.

Apesar de ser algo tão problemático, a quebra de equipamentos pode ser previsível e revertida com os devidos cuidados, evitando assim prejuízos com reparos, paradas de produção e maximizando a vida útil dos equipamentos. Mostraremos para você quais os tipos de cuidados que devem ser executados e alguns serviços que podem ajudar na manutenção dos aparatos da sua indústria.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva é a mais comum de ocorrer em indústrias. Ela acontece no momento em que um equipamento para de funcionar, ou seja, ocorre de forma reativa. Esta forma de manutenção é muito prejudicial às empresas já que trabalha sem considerar que algum aparato pode parar de funcionar a qualquer momento, e quando tal problema acontece, várias partes da indústria são afetadas, não só a linha de produção.

Trabalhar com a manutenção corretiva apresenta grandes prejuízos, pois a produção para, sem previsão de volta, e a máquina danificada, em grande parte das vezes, precisa ser trocada ou consertada, o que pode levar tempo e dinheiro. É importante também estar ciente dos riscos que os funcionários estão expostos ao manejar tais equipamentos.

Manutenção preventiva

Diferente da manutenção corretiva, a preventiva é trabalhada de forma sistemática e planejada. Essa manutenção evita maiores problemas por ser feita de forma periódica através de monitoramento, aferindo por quanto tempo o aparato pode funcionar em boas condições. Para colocar em prática tal ação, as especificações e recomendações de uso dos fabricantes devem ser seguidas à risca.

Manutenção preditiva

Apesar da existência das especificações de uso que os fabricantes disponibilizam para cada equipamento, muitas vezes as situações vivenciadas para cada empresa são diferentes. Por isso, a manutenção preditiva vai além da preventiva, utilizando de formas de diagnosticar o funcionamento e eficiência de cada componente que se encontra no aparato, com o auxílio de diversas ferramentas para isso.

Como exemplo, é possível utilizar o modelo térmico de motores de indução para visualizar se existem problemas no mesmo. Também utiliza-se da análise de vibrações para verificar se os equipamentos necessitam de reparos. Você pode ver mais sobre os benefícios da análise de vibração clicando aqui.

Qual tipo de manutenção eu devo adotar na minha indústria?

Se sua indústria se depara demais com a manutenção corretiva, talvez seja a hora de fazer mudanças operacionais quanto à manutenção de equipamentos. A manutenção corretiva traz muitos prejuízos (econômicos e operacionais) a longo prazo. Para minimizar tais impactos negativos é uma boa opção utilizar as manutenções preventiva ou preditiva.

A preditiva, por trabalhar com base em diversas variáveis é mais eficiente e precisa do que a manutenção preventiva, porém é mais trabalhosa. Ambas são boas soluções para evitar mau funcionamento inesperado dos equipamentos. Os dois tipos de manutenção também evitam o agravamento de problemas ambientais por prolongarem a vida útil do aparato e diminuírem o descarte de peças por conta de reparos.

Caso a sua indústria não utilize nenhum desses dois tipos de manutenção há algumas formas de verificar se os equipamentos se encontram em boas condições. O serviço de eficiência energética de equipamentos elétricos consiste na análise de todo aparato elétrico, observando se os equipamentos estão plena funcionalidade e se há necessidade de alguma troca.

O serviço de eficiência energética se vê ainda mais necessário em motores elétricos. Por serem abundantes e apresentarem grande gasto de energia em indústrias, a manutenção desses equipamentos deve ser levado a sério.

A qualidade de energia também pode ser um fator que pode prejudicar a eficiência dos equipamentos e até diminuir sua vida útil.

Nenhum cmentários

O autor não autorizou comentários para este artigo